Há 20 anos...






Berlin estremecia. A Alemanha acabara de se unir novamente depois do fim da Guerra Fria e queda do símbolo deste conflito: o Muro de Berlin.

Nada melhor que um mega evento para comemorar a unificação do país. Um gênio da música pensou no evento e o realizou. O ex-guitarrista da banda Pink Floyd, Roger Waters decidiu fazer o "The Wall - Live in Berlin". Pink Floyd já havia realizado um show com este nome no início da década de 1980, mas Waters desta vez estava sozinho.

Para a realização do show, foram necessários meses de projetos, autorizações e reformas. O local escolhido foi a praça Potzdamer Platz (que era próxima a um quartel general nazista e principais edifícios da Alemanha Nazista). Uma curiosidade é que durante as reformas para o "The Wall", foram encontradas bombas, granadas e até um labirinto secreto de Hitler!

Para o mega show, seria necessário uma excelente banda, orquestra, atores, cantores, além de engenheiros, produtores entre outros. E Roger soube escolher muito bem.

Desses, a parte mais difícil foram os músicos. No início a idéia era convidar Peter Gabriel, Bruce Springsteen, Eric Clapton, Rod Stewart e Joe Cocker, mas nenhum pôde comparecer. Segundo Waters, a única artista que aceitou participar do evento sem contradições foi Joni Mitchell que adorou a idéia. E depois de algumas semanas, ele já tinha o elenco completo: Rick Danko, Levon Helm e Garth Hudson (The Band), The Hooters, Van Morrison, Sinéad O'Connor, Cyndi Lauper, Marianne Faithfull, Scorpions, Joni Mitchell, Paul Carrack, Thomas Dolby e Bryan Adams, junto com os atores Albert Finney, Jerry Hall, Tim Curry e Ute Lemper.

O show aconteceu dia 21 de julho de 1990. E foi um sucesso. Algo que muitos alemães nunca imaginaram assistir em seu país. Não se tratava apenas de um show, mas de um espetáculo envolvendo música, teatro e animação. Não há fonte exata sobre o número de pessoas que foram ao show. Estima-se de 300 a 500 mil pessoas. Foram colocados duzentos mil ingressos à venda, mas no final, o show aconteceu de portões abertos. Além disso, foi transmitido via satélite para 52 países incluindo o Brasil pela TV Bandeirantes. Toda a renda do show foi destinada a instituições de caridade.

As músicas executadas já eram conhecidas pelos fãs do Pink Floyd. Mas cada artista cantou ao seu modo. Um exemplo foi a canção mais famosa da banda, "Another Brick In The Wall", cantada por ninguém mais ninguém menos que Cyndi Lauper que se apresentou vestida de estudante.


O set list foi o seguinte:

01- In The Flesh - Scorpions
02- The Thin Ice - Ute Lemper & Roger Waters
03- Another Brick In The Wall, Pt.1 - Roger Waters (Sax Solo - Garth Hudson)
04- The Happiest Days Of Our Lives - Joe Chemay, John Joyce, Stan Farber, Jim Haas & Roger Waters
05- Another Brick In The Wall, Pt.2 - Cyndi Lauper (Solo 1 - Rick Difonzo, Solo 2 - Snowy White, Solo 3 - Peter Wood & Thomas Dolby)
06 - Mother - Sinead O-Connor & The Band (Accordian - Garth Hudson, Backing Vocals - Rick Danko, Levon Helm)
07 - Goodbye Blue Sky - Joni Mitchell (Flute solo - James Galway)
08 - Empty Spaces - Bryan Adams & Roger Waters
09 - Young Lust - Bryan Adams
10 - One Of My Turns - Roger Waters
11 - Don't Leave Me Now - Roger Waters
12 - Another Brick In The Wall, Pt.3 - Roger Waters
13 - Goodbye Cruel World - Roger Waters
14 - Hey You - Paul Carrack
15 - Is There Anybody Out There? - The Rundfunk Orchestra & Choir (Classical Guitars - Rick Difonzo & Snowy White)
16 - Nobody Home - Roger Waters (Guitar Solo - Snowy White)
17 - Vera - Roger Waters & The Rundfunk Orchestra & Choir
18 - Bring The Boys Home - The Rundfunk Orchestra & Choir & The Military Orchestra Of The Soviet Army
19 - Comfortably Numb - Van Morrison, Roger Waters & The Band (Guitar Solos - Rick Difonzo & Snowy White)
20 - In The Flesh *
21 - Run Like Hell *
22 - Waiting For The Worms *
23 - Stop * (Roger Waters, The Bleeding Heart Band, The Rundfunk Orchestra & Choir & The Military Orchestra Of The Soviet Army)
24 - The Trial - The Rundfunk Orchestra
Tim Curry - The Prosecutor Thomas Dolby - The Teacher Ute Lemper - The Wife Marianne Faithful - Mother Albert Finney - The Judge
25 - The Tide Is Turning - TODOS

O Material

"The Wall Live in Berlin" rendeu gravação em LP, CD, VHS e o mais recente em DVD. A maior parte do evento gravado foram os ensaios, pois durante o show houve queda de energia em vários momentos, o que foi a maior preocupação de Roger Waters. Para ele, o público não estava tendo o show que merecia.

Mas com certeza, "The Wall - Live In Berlin" ficou na história. Seriam necessários dias para escrever todos os detalhes deste show, mas fica aqui uma pequena homenagem. Um show que merece destaque mesmo depois de 20 anos. Será que o mundo terá outro show assim?

Por Bárbara Cardoso 22 de julho de 2010.

Comentários

  1. EU ME LEMBRO DE SENTIR QUE DEVIA LIGAR A TV NA BANDEIRANTES NAQUELE DIA (QUE SE NÃO ME ENGANO ERA UM SÁBADO), NAQUELA ÉPOCA NÃO HAVIA TV A CABO NO BRASIL. NO COMEÇO APARECEU POSDAME PLATZ EM VARIAS ÉPOCAS ANTES, DURANTE (HAVIA UMA ARTILHARIA DISPARANDO) E APÓS A 2A GUERRA. O SHOW COMEÇOU E DEPOIS DE ALGUMAS MUSICAS, EU SENTI QUE TALVEZ A CYNDI ESTARIA ALI, COLOQUEI O VÍDEO-CASSETE PARA GRAVAR E QUANDO VI MAL ACREDITEI, ERA ELA. ALGUNS ANOS ANTES EU HAVIA PENSADO QUE GOSTARIA DE VER CYNDI CANTANDO ANOTHER BRICK IN THE WALL, MAS NA ÉPOCA NÃO ACHAVA QUE ERA O ESTILO DELA. ELA É DEMAIS REALIZOU MEUS SONHOS IMPOSSÍVEIS. PARA MIM ISTO ESTÁ TÃO VIVO NA MEMÓRIA, QUE FOI HA POUCOS DIAS.

    CYNDI I LOVE YOU

    LEON

    ResponderExcluir
  2. Não cheguei a ver o show na época em que aconteceu mas, muitos anos depois (precisamente em 2002), encontrei em uma liquidação de fechamento de uma locadora de vídeos o registro em VHS deste show para vender. Guardo comigo aquele momento incrível da Cyndi e é um dos motivos pelos quais não me desfaço do meu bom e velho videocassete. risos
    Para quem não conhece, dê uma conferida na voz e estilo inconfundíveis de Cyndi na música.
    Vida longa à verdadeira rainha.
    Beto.

    ResponderExcluir
  3. Roger Water ex-Guitarrista?? Corrige isso aí, tá errado... Ele era o Baixista ¬¬

    ResponderExcluir

Postar um comentário